Todos os artigos de multisector

AVISOS ABERTOS: SIAC INTERNACIONALIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

Concursos abertos para ações coletivas no Norte, Centro e Alentejo, com efeitos da operação (individual ou copromoção) a fazer-se sentir em pelo menos duas dessas três regiões e com uma taxa máxima de cofinanciamento de 85%.


 

10 milhões de euros para alavancar a internacionalização
promoção, prospeção e acesso a novos mercados e da dinamização integrada da oferta

 


arrows-2033963_1920
Imagem de Gerd Altmann por Pixabay


 

5 milhões de euros para contribuir para a alteração do perfil de especialização produtiva
qualificação dos modelos de negócio e da oferta produtiva, reforçar a inovação e a orientação externa das empresas portuguesas

 



		

Destinatários:

→ Associações empresariais, câmaras de comércio e indústria e agências de promoção turística;

→ Agências públicas com competências no domínio da internacionalização;

→ Agências públicas, com competências nos domínios da valorização do conhecimento e do desenvolvimento empresarial e da promoção do planeamento e da gestão da estratégia de desenvolvimento económico;

→ Entidades privadas sem fins lucrativos (com objetivos de interesse público) e tenham estabelecido parcerias com as entidades referidas para a prossecução de políticas públicas de caráter empresarial;

→ Outras entidades públicas e outras entidades sem fins lucrativos quando participem em projetos em copromoção com uma das entidades referidas.

INTERNACIONALIZAÇÃO

Candidaturas até 30 abril (18h)

 

Tipologia de projetos:

→ Campanhas coletivas de promoção internacional e presenças institucionais em certames internacionais de referência;
→ Identificação de oportunidades e constrangimentos de acesso a novos mercados;
→ Desenvolvimento de processos colaborativos de internacionalização (desenvolvimento de plataformas de partilha de conhecimento e capacitação);
→ Promoção internacional da oferta de produtos e serviços diferenciados e de maior valor acrescentado;
→ Atividades de prospeção em mercados já consolidados ou na penetração em novos mercados.

QUALIFICAÇÃO

Apresentação de candidaturas entre 15 abril a 12 junho (18h)

 

Tipologia de projetos:

→ Reforçar a capacitação empresarial, em complemento aos apoios diretos às empresas, que contribuam para melhorar a competitividade, a flexibilidade e a capacidade de resposta no mercado global;
→ Capacitar para a cultura empresarial através da identificação e sensibilização para os fatores críticos de competitividade;
→ Sensibilizar as PME para a promoção e intensificação de atividades inovadoras e qualificadas para a sua progressão na cadeia de valor;
→ Produzir e disseminar a informação sobre setores, posicionamento do produto/serviço e oportunidades de financiamento em áreas estratégicas;
→ Sensibilizar para a importância da literacia financeira nas PME e desenvolver ferramentas para a tomada de decisão informada e atualizada;
→ Captar, produzir e fomentar o acesso a informação e ferramentas por parte das PME a modelos de financiamento em áreas estratégicas para o seu crescimento sustentado e competitivo;
→ Sensibilizar as PME para a adoção de práticas cada vez mais sustentáveis nos pilares Ambiental, Social e Governança (ESG).

Para mais informações ou interesse em formalizar uma candidatura aos concursos contacte-nos!

VINE & WINE NA 2ª EDIÇÃO “AGENDAS MOBILIZADORAS NO ALENTEJO”

Fotos - Agendas Mobilizadoras no Alentejo - 2ºedição (44)

A agenda mobilizadora Vine & Wine Portugal esteve presente, no dia 19 de janeiro de 2024, no evento “Agendas Mobilizadoras no Alentejo” (2ª edição), organizado pelo PACT – Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia e a CCDR Alentejo,I.P. Para apresentar a execução e as ações em desenvolvimento, o consórcio fez-se representar por João Lacão da Multisector, empresa consultora responsável pela coordenação do projeto.

O evento foi um encontro de agendas mobilizadoras no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) que têm investimentos no Alentejo e reuniu 16 das 32 agendas mobilizadoras com investimentos na região.

A agenda mobilizadora Vine & Wine tem a participação de 7 entidades com atividade económica na região alentejana, as quais estão a realizar um investimento total de 11,8 milhões de euros até 2025, nomeadamente, em 15 projetos de I&D.

A abertura do evento foi feita por Soumodip Sarkar, Presidente Executivo do PACT, Aníbal Costa, Vice-Presidente da CCDR Alentejo, e Sara Carrasqueiro, Vice-Presidente do IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação.
O evento contou com a presença de representantes de empresas líderes, empresas copromotoras, municípios e entidades regionais. O discurso de encerramento esteve a cargo do Presidente da Comissão Nacional de Acompanhamento do PRR, Pedro Dominguinhos.

APOIO À CONTRATAÇÃO DE RHAQ

apoio à contratação

Contratação de Recursos Humanos Altamente Qualificados por PME

(>= Licenciados)
Uma medida já conhecida de todos, mas fechada desde 2019

PT_2030

É um incentivo do PORTUGAL 2030 e visa a integração de quadros altamente qualificados nas PME
Pretende contribuir para elevar as competências e competitividade das PME nos domínios da Investigação e Desenvolvimento e Inovação, Qualificação e Internacionalização

O apoio é a Fundo Perdido de 50% e as despesas elegíveis são determinadas em função do vencimento base do(s) RHAQ, mas existem mínimos e máximos.

 

Observe este exemplo prático

exemplo-RHAQ

Avisos abertos

Regiões Alentejo, Centro e Norte:

 

calendario-RHAQ

 

 

Região do Algarve: avisos abrem brevemente

Área Metropolitana de Lisboa: abertura prevista para Maio

O período das candidaturas pode ser reduzido, caso o nº de candidaturas seja elevado e atinja a dotação orçamental

No âmbito das competências da MULTISECTOR, inclui-se a elaboração destas candidaturas com taxa de aprovação de 100% (mas o mérito, deve-se fundamentalmente à atividade dos Promotores).

Uma excelente oportunidade para reforçar as competências da sua Equipa e a competitividade da sua Empresa

Contacte-nos e conheça em detalhe este programa de apoio e o nosso modelo de colaboração na instrução da candidatura.

Consulte a ficha resumo desta medida aqui.

MAR 2030 COM 11 AVISOS ABERTOS

mar-2030-logoEstão abertos 11 novos avisos para apresentação de candidaturas ao Programa Mar 2030, envolvendo 140,1 milhões de euros de apoio público.

Os apoios dirigem-se aos operadores do setor da pesca, da aquicultura, da transformação dos produtos da pesca e aquicultura, ao apoio à proteção e restauração da biodiversidade e dos ecossistemas marinhos e à execução da política marítima integrada.

Entre estes encontram-se os apoios ao arranque da atividade de jovens pescadores, ao investimento em portos de pesca, aos custos de preparação e execução dos planos de produção e comercialização, à animação e funcionamento dos Grupos de Ação Local para dinamização das 16 Estratégias de Desenvolvimento Local aprovadas, à recolha de dados e controlo e inspeção no quadro da política comum de pescas, à conservação da biodiversidade e dos ecossistemas marinhos, bem como ao reforço da rede e sistemas de vigilância marítima essenciais à garantia de uma gestão sustentável do oceano.

Saiba mais aqui.

Fonte: portugal2030.pt

REGRAS MAIS EXIGENTES PARA INÍCIO DAS OPERAÇÕES

O PDR2020 entrou na sua reta final, exigindo absoluta celeridade no arranque da execução dos projetos, condição urgente e crucial para assegurarmos a execução integral do Programa.

É, por isso, imperativo que as atuais regras para as prorrogações das datas de início de execução dos projetos, que se manterão em vigor, sejam complementadas com as necessárias disposições mais restritas. Assim, informamos que a partir do dia 8 de novembro de 2023, passam ser aplicados os seguintes limites:

– A data de início só pode ser prorrogada uma vez. Nos casos em que a data de início já tenha sido prorrogada, e não tenha sido atingido o número limite de pedidos de alteração de datas, é possível solicitar uma nova, e única, prorrogação do início da execução do projeto.

– Para projetos que tenham previstas plantações, o prazo limite de início pode ser prorrogado no máximo até 02.05.2024, mediante apresentação do comprovativo da encomenda das plantas.

– Para projetos que não tenham previstas plantações, o prazo limite de início pode ser prorrogado no máximo até 3 meses após a decisão do pedido de alteração, não podendo ser excedido o limite de 02.05.2024.

Fonte: pdr-2020.pt

1º ENCONTRO ANUAL DAS AGENDAS MOBILIZADORAS

1_ENCONTRO-AGENDAS

 

Teve lugar no dia 20 de setembro, em Leiria, o 1.º Encontro Anual das Agendas Mobilizadoras e Verdes para a Inovação Empresarial, numa coorganização do IAPMEI e da ANI.

 

Durante o evento, que contou com a participação do Primeiro-ministro, António Costa, e do Ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva, foram apresentados os desenvolvimentos dos projetos em execução e os seus primeiros resultados.

 

A apresentação do Consórcio V&W Portugal, foi feita pelo Diogo Corrêa Mendes, membro do Conselho Consultivo, em representação do Líder do consórcio, e teve também a presença do Coordenador da Agenda, João Lacão (CEO Multisector).

 

É possível consultar o vídeo e a apresentação do Consórcio V&W Portugal nos links abaixo:

– vídeo

– apresentação

PRR | VINE & WINE PORTUGAL

VW-LOGO-DESIGNACAO

 

O projeto “Vine & Wine Portugal” faz parte das Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial apoiadas pelo PRR – Plano de Recuperação e Resiliência e pelos Fundos Europeus (NextGeneration EU) e tem como objetivo aumentar a competitividade e resiliência do setor da vinha e do vinho em Portugal.

 

O consórcio é formado por 45 entidades, entre empresas, universidades e associações, e a coordenação do projeto está à responsabilidade da equipa da Multisector.

O projeto pretende contribuir para a transição digital e a geração de atividades de maior valor acrescentado e intensivas em conhecimento, voltadas principalmente para os mercados internacionais. A apresentação do V&W está disponível no site oficial, disponível aqui.
Através deste site terá conhecimento e acesso às atividades do V&W, nomeadamente, os Workshops, Ações de Formação, Notícias sobre o Sector V&W (regulamentos, incentivos, novas tecnologias e informação de mercado), bem como resultados de I&D e o sucesso da implementação dos novos processos pelos Consorciados.

DEMODAYS | MOSTRA TECNOLÓGICA

residuos

O mês de março vai trazer momentos de networking e reflexão conjunta interempresarial, no âmbito do projeto Wast’Awareness, promovido pelo CVR – Centro para a Valorização de Resíduos. Diversas tecnologias de inovação, na área da valorização dos resíduos, que se traduzem em melhorias significativas no processo produtivo e poderão ser transferidas para as empresas, serão discutidas, demonstradas e analisadas nos diversos Demodays.

 

No dia 1 de março, a Multisector vai participar no DEMODAY#1 do CVR – Centro para a Valorização de Resíduos, em Guimarães, pelas 12h15 com a apresentação do tema “Apoios ao Desenvolvimento de novos produtos: I&D no Portugal 2030”, dinamizada pelo seu diretor geral, João Lacão.

 

As datas e os locais dos DEMODAYS são os seguintes:

• CVR (Guimarães): 1 de março
• Porto (Instituto Superior de Engenharia do Porto): 7 de março
• Coimbra (Universidade de Coimbra): 9 de março
• Portalegre (Instituto Politécnico de Portalegre): 15 de março

 

As inscrições são gratuitas, mas obrigatórias, e podem ser feitas aqui.

 

As diferentes tecnologias, com potencial de aplicabilidade no mercado, poderão apoiar setores estratégicos da indústria, como Têxtil, Calçado, Agroalimentar, Extração e Mineração, Metalomecânica e Metalúrgica, Gestão de Resíduos ou Tratamento de Águas.

 

Estas tecnologias estão enquadradas nas seguintes áreas:

• Remediação Eletrocinética de Solos (ver vídeo);
• Construção Verde (ver vídeo);
• Eco-extração de Produtos (ver vídeo);
• Waste-to-Energy (ver vídeo);
• Extração e Recuperação de Metais (ver vídeo).

 

Saiba mais sobre o projeto em https://www.wastawareness.pt.

DEMODAY_1

ANTECIPAR É GANHAR!!

SABIA QUE já pode REGISTAR os seus projetos de investimento de I&D e Inovação Produtiva?

ANTECIPAR_REGISTO-MS

Mesmo sem avisos abertos, já pode iniciar o seu projeto de investimento sem risco de perder o apoio do PT 2020. Basta fazer o pré-registo da candidatura e pode iniciar os investimentos (trabalhos) antes do(s) concurso(s) abrirem, sem perder as oportunidades de mercado. O pré-registo aplica-se a:

     • Registo de Pedido de Auxílio 02/ RPA /2022 | SI – Inovação Produtiva
     • Registo de Pedido de Auxílio 01/ RPA /2022 | SI I&DT – I&D Empresarial

Muito importante: Os investimentos podem ter retroatividade (data a validar).

Partilhe connosco os seus objetivos de investimento que a Multisector faz o pré-registo sem custos associados!

Não adie mais o seu projeto, pois antecipar é GANHAR!

CRIADO SISTEMA DE INCENTIVOS “EMPRESAS 4.0”

Foi publicada no passado dia 1 de abril a Portaria 135-A/2022 que aprova o Regulamento do Sistema de Incentivos «Empresas 4.0», com financiamento do PRR para investimentos da Componente 16:

TC-C16 – i02 – Transição Digital das Empresas e

 TC-C16 – i03 – Catalisação da Transição Digital das Empresas.

empresas-sistema

O SI Empresas 4.0 tem como objetivo promover e apoiar financeiramente projetos que apostem na modernização do modelo de negócio e nos processos de produção das empresas, onde se inclui a:

Desmaterialização dos fluxos de trabalho,

Mitigação dos défices de competências na utilização das tecnologias digitais,

Incorporação de ferramentas e metodologias de teletrabalho,

Criação de novos canais digitais de comercialização de produtos e serviços,

 Adoção de uma cultura de experimentação e inovação,

 Aceleração do ecossistema de empreendedorismo e

 Incorporação de tecnologias disruptivas nas propostas de valor das empresas.

Com efeitos a 11 de dezembro de 2020, o novo regulamento tem os seguintes domínios de intervenção:

A investigação e desenvolvimento (I&D) onde se incluem a valorização da I&D empresarial,

 A inovação e competitividade empresarial,

 A internacionalização,

 A qualificação de PME,

 O empreendedorismo,

 A formação profissional e

 A criação de emprego nas PME.

As medidas de investimento a apoiar são:

Rede Nacional de Test Beds
Criação de uma rede nacional de 30 test beds através do apoio a infraestruturas que visam criar as condições necessárias às empresas para o desenvolvimento e teste de 3600 novos produtos e serviços, e para acelerar o processo de transição digital, seja via um espaço físico ou virtual.

Aceleradoras de Comércio Digital
Estímulo à transição digital de micro, pequenas e médias empresas com atividade comercial, através da criação de 25 aceleradoras de proximidade, locais ou regionais, bem como de um sistema de incentivos financeiros à digitalização dos modelos de negócio para 30 mil empresas.

Internacionalização, Via E-Commerce
Investimento no desenvolvimento de serviços de suporte aos processos de internacionalização das PME, nomeadamente em sensibilização, capacitação e consultoria, com duas vertentes:

A internacionalização das PME através de um programa que visa aprofundar a promoção do comércio eletrónico para novas exportadoras;

 O lançamento de um novo programa de apoio individualizado para a promoção digital orientado para a diversificação de mercados para empresas que já tenham experiência internacional consolidada.

Apoio a Modelos de Negócio para a Transição Digital (Coaching 4.0)
Fomentar a integração de tecnologia de Indústria 4.0 em 4 mil empresas, apoiando o desenvolvimento de processos e competências organizacionais que fomentem a transformação digital do modelo de negócio das organizações.

Voucher para Startups
Novos Produtos Verdes e Digitais – Três mil vouchers para apoio a startups, em fase de seeding, visando o desenvolvimento de novos produtos e serviços com forte componente digital e verde.

Vales Incubadoras/Aceleradoras
400 vouchers para incubadoras/aceleradoras, visando o investimento no seu desenvolvimento, nomeadamente tecnológico, tendo em vista a atualização do seu conhecimento e das suas capacidades, nomeadamente no apoio a startups com modelos de negócio assentes no digital.

Digital Innovation Hubs I Polos de Inovação Digital
Apoio a 17 Polos de Inovação Digital integrados na Rede Nacional de Polos de Inovação Digital em ligação com a Rede Europeia de Digital Innovation Hubs, que visam a prestação de um conjunto de serviços de apoio à transição digital de 4 mil empresas e entidades da administração pública, com foco em Inteligência Artificial, Computação de Elevado Desempenho e Cibersegurança, visando a:

 Experimentação e teste de tecnologias digitais na fase prévia à decisão de investimento;

 Qualificação e formação em competências digitais;

 Apoio na procura de financiamento para investimento em tecnologias digitais;

 Atuação como facilitador, juntando indústria, empresas e entidades da Administração Pública que necessitem de adotar novas soluções tecnológicas, com empresas, nomeadamente startups e PME que já disponham de soluções digitais prontas para o mercado;

 Prestação de apoio a startups para fomentar o ecossistema de empreendedorismo, através de serviços de incubação/aceleração.

Selos de Certificações de Cibersegurança, Privacidade, Usabilidade e Sustentabilidade
Visam contribuir para uma mudança estrutural no modo como se desenvolvem os negócios digitais e criar um impacto positivo e de longo prazo no modo como são tratados e partilhados dados, aspeto fundamental no reforço da resiliência, confiança e segurança dos sistemas das empresas.

Este sistema destina-se a empresas, ENESII, entidades gestoras dos clusters de competitividade, entidades da administração pública e associações empresariais ou outras associações relevantes para a área objeto do projeto.

Os avisos para a apresentação de candidaturas irão abrir gradualmente e cada aviso especificará a tipologia de entidades beneficiárias a admitir em cada medida