ATIVAR A INOVAÇÃO

17 Outubro 2019

ATIVAR A INOVAÇÃO

[ COM A PARTILHA DE CONHECIMENTO ]

workshop-finan-inov-ativar

 

Foi no passado dia 2 de Outubro que se realizou o Workshop “Financiar a Inovação”, no âmbito do projeto ATIVAR IPVC, onde a partilha do conhecimento assumiu um lugar de excelência.

 

Os testemunhos tiveram como palco o auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão, em Viana do Castelo.
Inovação foi a palavra de ordem e a sua projeção foi promovida sob a forma de partilha da experiência, reflexão e know-how dos oradores convidados. Para prolongar e promover essa partilha, os conteúdos apresentados que ajudaram a fundamentar os depoimentos dos intervenientes estão disponíveis para download atráves dos links abaixo.

 

O evento teve início com a mensagem do Presidente do IPVC, Professor Doutor Carlos Rodrigues, evidenciando o apoio à Inovação através do estabelecimento de parcerias tecnológicas com o tecido empresarial. Este pilar de atuação do instituto tem sido reforçado através da prossecução do Projeto ATIVAR IPVC.

 

A intervenção do Eng. João Lacão, CEO da Multisector, caraterizou-se pela visão sucinta e panorâmica dos sistemas de incentivos financeiros ao abrigo do Portugal 2020, abordando temáticas como os requisitos que devem ser preenchidos pelo projetos e beneficiários, e o ponto de situação sobre a utilização dos incentivos.

Já Irina Machado e Fernando Pinto esmiuçaram os incentivos à Inovação, Qualificação e Internacionalização, e à Investigação & Desenvolvimento, respetivamente.

Contudo, como as boas práticas não se esgotam com a elaboração da candidatura, Cláudia Martins desmistificou a burocracia vulgarmente associada à fase de execução dos projetos.

 

Estas apresentações foram complementadas pela Patentree na pessoa de Dulce Varandas, que de uma forma pragmática elucidou a plateia sobre a proteção da Inovação e a sua relevância na competitividade.

 

Os testemunhos empresariais vieram dar relevo aos benefícios dos incentivos financeiros na evolução e crescimento das empresas, partilhando os resultados obtidos no pós projeto em diversas vertentes.

A empresa Neadvance, representada pela sua cofundadora, CEO e Presidente do Conselho de Administração, Teresa Martins, focou a sua apresentação no impacto que os incentivos tiveram e continuam a ter na investigação e desenvolvimento de novos produtos.
A intervenção de Cipriano Canão, CEO da Jcanão, empresa do Alto Minho dedicada às tecnologias de informação e comunicação, centrou-se na apresentação da relevância que os fundos comunitários tiveram para o crescimento do negócio.
O testemunho de Horácio Santos, CEO da AMI, Tecnologias para Transportes, retratou três décadas de atividade e a importância que os fundos tiveram para a expansão da empresa, sobretudo, a nível internacional.
A Displax, pioneira mundial no desenvolvimento de ecrãs táteis, esteve representada pelo Director Financeiro, Armindo Santos que deu destaque à dinâmica que os incentivos deram à Investigação e Desenvolvimento dentro de portas e ao aumento da sua presença em diversos mercados.

 

O evento contou com questões do público e networking, naquela que foi uma sessão rica em partilha de experiências.

 

O projeto ATIVAR IPVC tem mais eventos previstos que divulga na sua rede social. Esteja atento e saiba mais aqui.