TRANSFORMAÇÃO DIGITAL – “O DESAFIO NÃO ESTÁ NA TECNOLOGIA”

27 Março 2019

TRANSFORMAÇÃO DIGITAL – “O DESAFIO NÃO ESTÁ NA TECNOLOGIA”

transformacao-digital

 

Um recente inquérito internacional a CEO, diretores e altos executivos descobriu que o risco da transformação digital (DX) é sua principal preocupação em 2019. Ainda assim, 70% de todas as iniciativas de digitalização não atingem os seus objetivos. Dos cerca de 1,3 triliões de dólares gastos em processo de Transformação Digital em 2017, estima-se que mais de 900 biliões de dólares foram desperdiçados.

Uma análise publicada no início deste mês pela Harvard Business Review veio confirmar e reforçar as dicas da Multisector no âmbito da sua experiência na implementação de Sistemas de Controlo de Gestão Inteligente (BI/BA) em paralelo a processos de Digitalização.

Mas afinal, onde falha o processo de Transformação Digital?

Ficam as nossas 5 dicas:

Dica 1 – #Estratégia“Antes de investir em qualquer coisa, analise e defina o seu negócio”

Líderes que procuram melhorar a performance da sua organização através da adoção de tecnologias digitais têm, de uma forma geral, uma ferramenta ou objetivo específico em mente – “A nossa empresa irá implementar uma ferramenta digital para tornar aumentar a eficiência e diminuir os custos da organização”.

Muitos gestores veêm a Transformação Digital como estratégia, ao invés de definirem uma estratégia da empresa e utilizarem a Transformação Digital como uma ação que facilite ir do ponto A ao ponto B. Se a sua empresa tem um objetivo que pretende alcançar (ponto B), terá grandes dificuldades e contratempos em lá chegar sem saber onde está (ponto A).

Não existe uma tecnologia única que ofereça “satisfação do cliente”, “velocidade” ou “inovação” como tal. A empresa nunca deve adaptar o seu modelo de negócio à solução. A solução deve adaptar-se ao seu modelo de negócio. Por isso não se compare com a concorrência, ainda que duas empresas tenham um perfil parecido e o mesmo objetivo futuro, a mesma estratégica/solução não vai levar ambas as empresas ao mesmo sítio. Assegure os seus objetivos apostando numa boa análise de diagnóstico ao modelo de negócio que permita um planeamento estratégico mais adequado às necessidades da sua organização.

Dica 2 – #Pessoas“Trabalhe a partir de dentro”

Organizações que procuram transformações (digitais ou não) tendem a trazer um exército de consultores e engenheiros para implementar soluções estandardizadas em tempo recorde. Isto é contra produtivo, ainda que existam “boas-práticas”, na abordagem da Multisector, trabalhamos com as pessoas da própria organização para melhor adaptar as soluções à empresa, isto é, todo o trabalho é guiado pela gestão, responsáveis operacionais e ainda colaboradores-chave que têm um conhecimento profundo sobre o que funciona e o que não funciona nas suas equipas.

Muitas vezes, as novas tecnologias podem não melhorar a produtividade organizacional, não devido a falhas fundamentais na tecnologia, mas porque os trabalhos de conhecimento interno foram negligenciados.

Dica 3 – #Clientes“Guie-se pelo que acontece do lado de fora”

Se o seu objetivo com a Transformação digital é o de melhorar a “satisfação e relação com o cliente”, qualquer decisão de investimento deve ser precedido por uma fase de diagnóstico com uma contribuição profunda dos clientes.

Durante a implementação dos nossos serviços, várias vezes a empresa descobre que têm uma ideia errada do que os seus clientes pensam da sua empresa e dos seus produtos (desalinhamento do posicionamento). Definir um plano estratégico sem entender o mercado/cliente tende a levar os líderes a investirem em soluções com grandes promessas mas, que no entanto, acabam por não corresponder às expetativas e por vezes até vêm prejudicar o que já era bem feito na empresa.

A experiência mostra que trabalhar indicadores como a “satisfação do cliente” levam a empresa a fazer alterações mais específicas e menos drásticas do que a empresa inicialmente pensava. Os resultados de cada empresa dependem do mercado, portanto é essencial tomar decisões com base em informação detalhada dos segmentos de mercado em que opera.

Dica 4 – #Desconfiança“Terreno infértil à mudança”

Quando os funcionários percebem que a transformação digital pode ameaçar a sua rotina, ou mesmo os seus empregos, estes podem, consciente ou inconscientemente, resistir às mudanças. O seu raciocínio segue a linha “se este processo de transformação digital se mostrar ineficaz, a gestão acabará por ficar insatisfeita com os investimentos realizados e abandonará futuros esforços similares, como resultado, a nossa rotina e emprego permanecerão salvos”.

É essencial que os líderes reconheçam estes receios e enfatizem que o processo de transformação digital é uma oportunidade para que os funcionários aprimorem seus conhecimentos para adequar-se ao mercado do futuro. Quando bem trabalhada a implementação de táticas de digitalização, não só a produtividade por colaborador aumenta, como a empresa cresce e acaba por contratar mais colaboradores.

O desafio da Transformação Digital não está na tecnologia, mas sim nas Pessoas, os serviços ‘diagnóstico inicial’ e também de implementação de metodologias de ‘avaliação de desempenho’ permitem ajustar a cultura interna criar um terreno fértil à mudança e assim tirar os melhores resultados do investimento a realizar.

Dica 5 – #Multisector“Vamos conversar?”

Os anos de experiência permitem-nos conhecer os receios das empresas em reunir e envolver consultores externos. Por isso, facilitamos a abordagem de inúmeras organizações que nos contactam para conversar e discutir o futuro, sem qualquer compromisso. Isto porque na Multisector acreditamos no valor que criamos junto dos nossos clientes.

Os resultados são claros, mais de 95% dos nossos novos clientes acaba por ficar connosco por mais de 4 anos e mais de 80% tornam-se clientes fidelizados de longa data.

Se ficou com aquela ideia na cabeça, clique aqui #Vamos Conversar?

 

JOÃO C. SOARES
Estratégia & Desenvolvimento
——————————————
@: joao.soares@multisector.pt
Skype: joaoc.soares
Tlm: +351 962269096
——————————————