PT2020: CUMPRIR É A PALAVRA DE ORDEM

22 Dezembro 2017

PT2020: CUMPRIR É A PALAVRA DE ORDEM

CUMPRIR

 

Enquanto o Governo estabelece como prioridade a aceleração da execução dos fundos comunitários, e tem vindo a revelar um número recorde de candidaturas, os problemas dos anteriores quadros comunitários mantêm-se: complexidade e incumprimento dos prazos continuam a ser as grandes barreiras por ultrapassar.

O que pode então ser feito para melhorar? Quem acompanha as empresas no terreno, percebe que o sucesso dos sistemas de apoio depende particularmente do cumprimento de prazos, tanto dos calendários de concursos e da análise das candidaturas apreesntadas, como no pagamento dos incentivos. A falta de informação concreta e os sucessivos adiamentos da abertura dos concursos e os atrasos na comunicação das decisões tem adiado continuamente os investimentos das empresas, o que provoca exatamente o efeito contrário ao esperado, contribuindo para a estagnação da economia. Acrescem os longos períodos na análise dos pedidos de adiantamento ou reembolso e a cada vez pesada burocracia associada à justificação documental dos investimentos realizados. Apesar de se ter criado um único ponto de acesso aos Programas Operacionais Regionais e Temáticos financiados pelos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI), o Balcão 2020, a quantidade de documentação a enviar para os organismos intermédios em fase de execução dos projetos (ainda que em formato digital) tornou-se ainda maior e o nível de detalhe nas análises tem assumido dimensões exageradas.

Ainda que com atrasos e complexidade, o balanço é muito positivo. De facto, o PT 2020 assume um lugar de destaque na economia nacional e tem-se revelado muito relevante para o desenvolvimento de um Portugal mais evoluído e inovador.

Que o digam os nossos clientes! Até ao momento, a Multisector já colaborou na elaboração de perto de duas centenas de candidaturas aos diversos sistemas de incentivo disponíveis, sendo que se encontra a acompanhar a execução de 116 projetos, cujo investimento global contratualizado ascende a aproximadamente 68 milhões de euros que se converterão em 35 milhões de euros de incentivo às empresas. Em média, estes promotores vão receber cerca de 300K€ de financiamento para investimento em investigação e desenvolvimento, inovação dos processos produtivos, desenvolvimento do turismo e da actividade agrícola, apoio à qualificação interna e à internacionalização. Em comparação com o período homólogo do QREN o número de candidaturas apresentadas e em execução é superior, assim como o incentivo já contratualizado. Cumprir é a palavra de ordem. Cumprir com os prazos de apresentação das candidaturas, com os prazos de resposta aos pedidos de esclarecimentos, com a preparação dos pedidos de reembolso e dos de alteração do investimento. Cumprir com todas as exigências dos programas de incentivo.

Estes bons resultados são possíveis através de uma colaboração de serviços de consultoria especializada e contínua da Multisector com mais de 300 empresas, em diferentes domínios e numa base regular que possibilita aos gestores tomar decisões corretas e atempadamente, investir nos recursos adequados, antecipar as mudanças, ajustar-se a elas e obter as fontes de financiamento adequadas.

Este é o compromisso da Multisector: continuar a contribuir para o sucesso dos nossos clientes!

 

CLÁUDIA MARTINS
Depto. Gestão de Projetos

FacebookTwitterLinkedInGoogle+