H2020 – A VISÃO DA COMISSÃO EUROPEIA PARA A SAÚDE

24 Outubro 2017

H2020 – A VISÃO DA COMISSÃO EUROPEIA PARA A SAÚDE

health

 

O programa de trabalho (PT) para 2018-2020 do Desafio Societal 1 – Health, demographic change and wellbeing – foi pré-publicado este mês pela Comissão Europeia e numa primeira análise ficamos a saber quais as novidades e tendências para o sector, na perspetiva da Comissão.

Com 7,5 mil milhões de euros de orçamento a ‘Saúde, Alterações Demográficas e Bem-Estar’  é o desafio social com maior dotação orçamental apresentando neste PT algumas novas preocupações.

A medicina personalizada continua a ser uma das principais palavras-chave, e aparece como a primeira das cinco prioridades principais da Call 1 – Better Health and care, economic growth and sustainable health systems. Nesta Call o envelhecimento e a sustentabilidade dos sistemas de saúde continuam assim a estar no centro das preocupações juntamente com a necessidade de inovar para providenciar melhor saúde. Uma indústria de cuidados de saúde inovadora é outras das prioridades que aponta como área de investigação a inovação no diagnóstico e nas terapêuticas. Como terceira prioridade surge o tema das doenças infecciosas e melhoria da saúde dos grupos mais vulneráveis e como quarta prioridade os cuidados de saúde inovadores e integrados. E nesta última prioridade destaca-se o surgimento do tópico de investigação em saúde mental no local de trabalho, a comissão mostra preocupação com a incidência de problemas como o stress, ansiedade e depressão e o impacto que estas condições têm não só sobre a produtividade mas também sobre a sociedade.

A quinta prioridade é também uma novidade. A comissão considera prioritário conhecer o papel do meio ambiente (incluindo alterações climáticas) na saúde e bem-estar.  Se hoje temos uma boa ideia do impacto que o ser humano tem sobre o ambiente, nesta prioridade propõe-se conhecer o impacto que o ambiente tem sobre a saúde do ser humano tendo por isso o foco nos mecanismos que permitam fazer essa mesma avaliação para que no futuro se possam potenciar alterações políticas e sociais que contribuam para uma sociedade mais sustentável.  

Estão ainda previstas mais duas Calls.

A ‘Transformação Digital nos Cuidados de Saúde‘ ganha um espaço próprio no PT (Call 2)  e visa apoiar a gestão da saúde e bem estar ao mesmo tempo que capacita o cidadão como elemento ativo do sistema. A chamada aborda temas como eHealth, mHealth e as TIC no envelhecimento ativo e saudável. Big Data e Inteligência Artificial são duas palavras-chave que surgem associadas à monitorização de pacientes e os ambientes “smart” e adaptativos, quer no local de trabalho como em casa, são conceitos que surgem associados ao envelhecimento activo e saudável.

Por fim a cibersegurança no sector dos cuidados de Saúde constituem a terceira Call e tem o objetivo de promover a privacidade, segurança e proteção das infraestruturas das instituições de saúde.

Como notas finais, a análise dos temas não só nos permite conhecer as oportunidades de financiamento mas também as projeções para o futuro de acordo com a visão da Comissão Europeia. Além dos temas recorrentes, como o envelhecimento ativo e a sustentabilidade dos sistemas de saúde surgem referências ao ambiente e ao impacto que o ambiente envolvente tem sobre a saúde física e mental do indivíduo. O mundo digital ganha ainda maior relevância no acesso aos cuidados de saúde e na qualidade dos cuidados prestados, mas em simultâneo cresce a preocupação com a cibersegurança. A medicina personalizada continua sendo um dos conceitos mais recorrentes pelo que se pode interpretar que na visão da Comissão o tema da ‘Saúde, Alterações Demográficas e Bem-Estar’  foca-se no indivíduo.

Nota: este texto tem por base a versão do plano de trabalhos pré-publicada pela Comissão Europeia e informação disponibilizada pelo Gabinete de Promoção do Programa-Quadro de I&DT (GPPQ). Como é alertado por ambas as entidades o programa de trabalho pode sofrer alterações até à sua oficialização prevista para o final de Outubro.

 

Pedro Reis
Consultor de I&D

FacebookTwitterLinkedInGoogle+