TURISMO – NOVAS LINHAS DE APOIO!

24 Janeiro 2017

TURISMO – NOVAS LINHAS DE APOIO!

O Setor do Turismo em Portugal tem demonstrado cada vez mais importância para a economia nacional, tal como se pode confirmar através dos dados disponibilizados pelo INE – Instituto Nacional de Estatística e pelo BdP – Banco de Portugal. Os dados estatísticos mais recentes disponibilizados pelo INE são referentes a novembro de 2016 e apresentam valores bastante satisfatórios para o turismo de Portugal. Até novembro, as dormidas de estrangeiros situarem-se nos 36,7 milhões, lideradas pelo Reino Unido (com 8,8 milhões), logo seguido pela Alemanha (com 5,0 milhões). Porém, as dormidas dos portugueses ascenderam neste período a 14,3 milhões (+5,2%, face ao período homólogo de 2015).

Assim, os dados do Banco de Portugal reproduzem os aspetos positivos do setor em termos de Receitas Turísticas, a consolidarem-se nos 11,8 milhões de euros, o que representou um crescimento de 10,8%, face ao período homólogo de 2015. Por último, apresentam-se os valores do Rendimento Médio por Quarto Disponível (RevPar), que evidenciam taxas de crescimento na ordem dos dois dígitos (+13,6%), situam-se nos 44,3€, o que efetivamente evidencia o bom desempenho das empresas nacionais.

Encontrando-se atualmente muito bem posicionado em termos de turismo, o objetivo para Portugal é que se mantenha esta tendência para os próximos anos e que sejam realizados investimentos para induzir um maior crescimento neste que é um setor tão importante para a economia nacional.

O Turismo de Portugal, I. P. disponibiliza diversas linhas de apoio, como o Programa Valorizar, com o objetivo de promover a contínua qualificação dos destinos através da regeneração, requalificação e reabilitação dos espaços públicos com interesse para o turismo e da valorização do património cultural e natural do país. O Programa Valorizar – Programa de Apoio à Valorização e Qualificação do Destino é um programa de apoio ao investimento na qualificação do destino turístico Portugal. Os projetos e iniciativas suscetíveis de apoio são definidos em linhas de financiamento específicas, tal como a Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior. Embora o nome da medida leve a um entendimento que de apenas serão apoiadas regiões do interior, o mesmo não se verifica na lista de concelhos e concelhos/freguesias disponibilizada na Resolução do Conselho de Ministros n.º 72/2016. Enquadram-se nesta Linha de Apoio as seguintes tipologias de projetos e iniciativas:

a) Projetos de valorização ou incremento da oferta de Cycling & Walking, nomeadamente no contexto dos percursos cicláveis, pedonais e de fruição espiritual, que concorram para o posicionamento internacional de Portugal como destino competitivo para a prática destas atividades;

b) Projetos de valorização do património e dos recursos endógenos das regiões ou de desenvolvimento de novos serviços turísticos com base nesse património e nesses produtos, nomeadamente no contexto do turismo cultural, termal, equestre, gastronómico, de natureza, militar e ferroviário, que contribuam para o reforço da atratividade de destinos de interior ou para a dinamização de cross-selling regional;

c) Projetos de desenvolvimento de atividades económicas do turismo ou com relevância para o setor, assim como de valorização e de qualificação das aldeias portuguesas, tendo em vista a melhoria da sua atratividade e da experiência turística nestes espaços;

d) Projetos que tenham em vista a estruturação de programas de visitação turística em destinos de interior;

e) Desenvolvimento de calendários de eventos com potencial turístico e com impacto internacional realizados nos territórios do interior ou com impacto nesses territórios.

 

As candidaturas à Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior encontram-se em aberto até 31 de dezembro de 2017.

Consulte as condições particulares desta medida aqui.

FacebookTwitterLinkedInGoogle+