Sabe o que é Investigação e Desenvolvimento Tecnológico?

16 Fevereiro 2016

Sabe o que é Investigação e Desenvolvimento Tecnológico?

Investigação e Desenvolvimento Tecnológico

 

 

O tema da Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (I&DT) suscita sempre dúvidas levando, muitas vezes, a que as empresas tenham dificuldades em tirar partido dos instrumentos/apoios financeiros que estão disponíveis para promover o seu crescimento.

Por definição, atividade de Investigação e Desenvolvimento (I&D) deverá envolver trabalhos experimentais ou teóricos com vista à obtenção de novos conhecimentos de modo a que estes possam ser utilizados no desenvolvimento sistemático de novos materiais, de novos produtos e/ou processos, sistemas e serviços, ou à melhoria substancial dos já existentes. Como tal, qualquer projeto de I&D, deverá ter uma componente de Investigação fundamental ou aplicada, e uma componente de Desenvolvimento experimental que resultem na produção de novos conhecimentos, eventualmente passíveis de serem aplicados ou replicados em contextos diversos, fornecendo, assim a base para a criação de novos ou melhorados produtos, processos ou sistemas, com grau de novidade apreciável e com avanços relativamente ao atual estado da arte nos domínios em questão.

Esclarecedor?

Dificilmente, pelo menos numa primeira leitura. Estas não são questões levantadas no dia-a-dia da maioria das empresas de base tecnológica. Regra geral, as empresas procuram atingir objetivos concretos com base nos recursos que têm ao seu alcance, não se detendo a classificar as opções tomadas como pertencendo a uma ou outra categoria. Assim, é natural que muitas empresas tenham dificuldade em diferenciar atividades de I&D de atividades rotineiras de engenharia que comportam muitas vezes a integração de conhecimento, técnicas e tecnologias existentes e amplamente utilizadas. Tipicamente nas atividades de Engenharia, existe já um domínio das tecnologias e técnicas envolvidas, proveniente de projetos anteriores e um conhecimento alargado com origem na experiência acumulada ao longo do tempo.

Quando se fala de I&D e Inovação a mesma questão se levanta: existe uma grande dificuldade em diferenciar o que é inovação técnico-científica e inovação funcional ou de negócio. Se a primeira requer a produção de um novo, ou significativamente melhorado, estado tecnológico e avanços no conhecimento existente e disponível, já na segunda, está-se a fazer uso de uma tecnologia existente, da forma como esta é amplamente conhecida e utilizada, para criar um novo produto ou funcionalidade.

 

Em suma, um projeto de I&D caracteriza-se pela existência de desenvolvimentos técnicos e tecnológicos de novidade apreciável, cuja resolução se antevê ser de elevado grau de incerteza científica e/ou tecnológica (risco), mesmo para alguém especialista, que tenha o conhecimento da área e conheça as técnicas habitualmente utilizadas nesse setor.

A Multisector ao longo destes 20 anos de existência tem vindo a acompanhar as dificuldades sentidas por grande parte das empresas em perceber como caracterizar e enaltecer os aspetos técnicos, tecnológicos e processuais de novidade apreciável existentes nos seus projetos de I&D. A equipa de I&D da Multisector tem vindo a demonstrar um papel crucial neste processo, salientando nos projetos dos seus clientes, frequentemente pensados e apresentados numa lógica de mercado e numa linguagem técnica, e onde não são percetíveis os desafios e incertezas envolvidas, e em particular os avanços propostos face ao estado da arte, os aspetos que os caracterizam como sendo projetos de I&D.